sexta-feira, 22 de abril de 2011

Moqueca Capixaba

Moqueca Capixaba

Tradição da Culinária Capixaba na Semana Santa

Bom, para quem não sabe, sou Capixaba. Nasci no interior do Espírito Santo. Lá, nessa época do ano, Semana Santa, tem por tradição a Torta Capixaba que aprecio muito. A torta Capixaba preparada por minha mãe é deliciosa. Nunca a preparei, mas me recordo em ajudar a mamãe a prepará-la na minha infância.
Ainda irei posta-la aqui.

Outro prato da culinária do Espírito Santo e internacionalmente conhecido é a Famosa Moqueca Capixaba. O nome "moqueca" designa um estilo de preparar o alimento que consiste no cozimento sem água, apenas com os vegetais e frutos do mar e, ao contrário da moqueca baiana, a capixaba não recebe azeite de dendê e nem leite de côco, tornando-se assim muito mais leve. A Moqueca Capixaba costuma ser saboreada o ano inteiro, não somente na Semana Santa. 
O detalhe que faz toda a diferença na culinária capixaba é a Panela de Barro que é, sem dúvida, uma das maiores expressões da cultura popular do Espírito Santo. O trabalho artesanal das “paneleiras” sempre garantiu a sobrevivência econômica de seus familiares, como também de suas tradições. A moqueca capixaba e a torta capixaba têm que ser feitas em panela de barro, para serem autênticas.



Moqueca Capixaba
1,5kg de peixe fresco (robalo, badejo, cação)
04 tomates
03 cebolas
01 maço de coentro
02 limões
01 colher de sopa de sal
Azeite de Oliva
Coloral (pó de urucum)
Gotas de pimenta malagueta

- Lave bem e limpe o peixe, corte-o em postas de 5 cm de expessura. Deixe-as em uma vasilha com o sal e o caldo dos limões. Separe a cabeça para o preparo do pirão.
- Pique a cebola, o tomate e parte do coentro.
- Em uma panela de barro grande coloque azeite de oliva forrando o fundo e espalhando pela lateral da panela.
- Coloque parte dos ingredientes picados e vá arrumando as postas do peixe, tomando o cuidado para que não fiquem umas por cima das outras. Cubra-as com o restante dos ingredientes picados.
- Regue com azeite de oliva à vontade.
- À parte, frite em um pouco de óleo quente uma colher (sobremesa) de coloral. Na hora de levar ao fogo para cozinhar; despeje um pouco deste óleo por cima do peixe para dar cor. Quando começar a abrir a fervura, verifique o sal. Não ponha água, não vire as postas e cozinhe com a panela bem tampada. Vá verificando o paladar do sal e pingue gotas da pimenta-malagueta. Deixe no fogo forte de 20 a 25 minutos. Balance de vez em quando a panela com auxilio de um pedaço de pano grosso para que as postas de peixe não agarrem no fundo. Quando for à mesa, salpique coentro picadinho.

Pirão
Use os mesmos temperos da moqueca, reduzindo-os à metade. Aproveite a cabeça do peixe ou uma das postas, previamente separada para este fim. Proceda da mesma forma, desta vez adicionando de três a quatro copos de água ao peixe. Quando estiver cozido, escorra e o desfie. Junte o peixe desfiado ao caldo novamente, deixe ferver e quando estiver no ponto máximo de fervura vá jogando farinha de mandioca lentamente para não embolar e mexendo aos poucos com um garfo. Pronto o pirão, corte o coentro e o espalhe por cima antes de servir.

Sirma a moqueca diretamente na panela de barro, acompanhado do pirão e arroz branco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por participar do meu Blog. Deixe uma mensagem.